"Maior loucura de gravar em SP é apagar pichação", diz diretor da Globo

Acompanhe tudo o que acontece no BBB16, "Maior loucura de gravar em SP é apagar pichação", diz diretor da Globo confira todos os detalhes aqui.

Jorge Fernando, diretor de “Êta Mundo Bom”, nova novela das seis da Globo, afirmou em entrevista exibida na tarde deste sábado (16) que o maior desafio de se gravar em São Paulo foi ter que apagar “ar-condicionados e pichações”, tão comuns na paisagem do Centro da cidade dos anos 2000, mas incomum nos anos 1940, época em que a história de “Êta Mundo Bom” é narrada.

Escrita por Walcyr Carrasco, a nova novela das seis que estreia na próxima segunda relata uma história caipira que se passa no interior e na capital paulista, no final dos anos 40, inspirada no filme “Candinho”, estrelado por Mazzaroppi.

“A maior loucura de se gravar em São Paulo é ter que apagar o ar-condicionado, pichação e todos os monumentos. A gente gravou no Viaduto do Chá e Teatro Municipal”, relatou Fernando, em entrevista ao “Jornal Hoje”, da TV Globo. “Quando a gente não tinha cenário, eu fiz tudo o que eu podia fora. Ficou pronto uma cidade, gravamos. Ficou pronta outra, gravamos. Tudo agora é dentro do Projac”, completou.

A TV Globo reproduziu a São Paulo dos anos 1940 em uma cidade cenográfica de 7.200 m² no Projac, complexo de estúdios da emissora localizado em Jacarepaguá, bairro da zona Oeste do Rio. “É um desafio muito grande, tenho que concordar. Porque a gente tenta fazer uma microcosmos de São Paulo, aqui, em pequenos sets”, definiu o cenógrafo José Cláudio Ferreira.

“Êta Mundo Bom!”, conta com um humor caipira e uma mensagem de otimismo passada muitas vezes pelo protagonista Candinho (Sérgio Guizé), moço do interior que procura sempre enxergar um lado bom da vida.

“Quis trazer novamente as raízes, o humor, a ingenuidade e os valores desta época”, explicou Carrasco, em entrevista ao UOL.

Candinho foi separado da mãe logo depois que nasceu e foi acolhido pelo casal Cunegundes (Elizabeth Savalla) e Quinzinho (Ary Fontoura), donos de uma fazenda, no interior de São Paulo. Já adulto, ele vive como empregado da casa e é expulso após se apaixonar pela primogênita, Filomena (Débora Nascimento).

Após sucesso com “Verdades Secretas” na faixa das onze, o autor Walcyr Carrasco volta à faixa de horário que o consagrou com uma história que tem um pouco de si mesmo.

O artigo "Maior loucura de gravar em SP é apagar pichação", diz diretor da Globo foi originalmente publicado em http://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2016/01/16/maior-loucura-de-gravar-em-sp-e-apagar-pichacao-diz-diretor-da-globo.htm

Please follow and like us:

Link permanente para este artigo: https://hidracthair.com/big-brother-brasil-16/maior-loucura-de-gravar-em-sp-e-apagar-pichacao-diz-diretor-da-globo/