«

»

abr 17

Imprimir Post

Além de Paula, delegado analisou vídeos de outros participantes do “BBB19”

Confira as principais fofocas globais,

Além de Paula, delegado analisou vídeos de outros participantes do “BBB19”

veja todos os detalhes aqui.

O delegado Gilbert Stivanello, titutal da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), responsável pelo inquérito que investiga se houve intolerância religiosa no “BBB19” devido a comentários de Paula sobre a religião de Rodrigo, contou que analisou os comportamentos e declarações de outros participantes. Além da campeã da edição, Isabella, Maycon e Tereza também fizeram alguns comentários considerados polêmicos por parte do público.

“O programa têm pessoas que pagam ´pay-per-view e ficam com muito conteúdo aberto durante 24 horas. Os outros episódios que vieram para nós para análise, nós entendemos que não iam além da liberdade de expressão”, conta o delegado.

“São episódios como o posicionamento de uma pessoa lá acerca da política de cotas. Essa pessoa falou a opinião dela, no caso contrária, mas não se manifestou de forma ofensiva a ninguém. Então, no nosso entendimento, a questão da política de cotas, ser a favor ou contra, ainda está amparado pela liberdade de expressão”, completa.

Outro momento que chegou à investigação foi quando os brothers discutiram sobre o uso de expressões como “denegrir” e “humor negro”. “Tivemos outro episódio que é a questão do vocabulário, hoje em dia palavras como ‘denegrir’ são questionadas, e lógico, se a pessoa quer ter uma fala zelosa, pode usar a palavra ‘desgastar’, ‘depreciar’. Mas, ainda não vejo um crime em a pessoa falar ‘denegrir'”, explica.

“Uma questão que percebo é que incomoda alguns grupos ativistas, mas muitas dessas questões são de liberdade de expressão, de educação, temos vários patamares até que se chegue à questão criminal”.

O delegado deve encaminhar ao Ministério Público até sexta-feira o relatório conclusivo da investigação sobre as declarações de Paula no programa.

“No momento há um inquérito policial, havendo a denúncia do Ministério Público, ela estará respondendo a um processo. O elemento que nos faltava era o depoimento da Paula e agora nós pensamos que dê para partir para a conclusão. O inquérito já será conduzido para a Justiça essa semana”, esclarece Gilbert.

A vencedora do “BBB 19” prestou depoimento na tarde de segunda. A mineira, que faturou R$ 1,5 milhão, chegou à delegacia por volta das 16h e seu depoimento durou mais de duas horas. Ela deixou o local acompanhada da irmã sem dar entrevistas e com o rosto coberto, além de cobrir as janelas do carro.

Entenda o caso

Em conversa realizada no dia 6 de fevereiro, Paula fez uma série de comentários que foram considerados preconceituosos por parte do público do programa. Em papo com Diego e Hariany, a sister disse ter medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse negócio de Oxum” e afirmou: “Nosso Deus é mais forte”.

Depois que foi eliminado do programa, Rodrigo prestou depoimento, já que a ofensa foi dirigida a ele no programa.

De acordo com o delegado, se considerada culpada, Paula pode pegar até três anos de pena, que varia de um a três anos de reclusão e multa.

Francisco Silva/AgNews
Após prestar depoimento, Paula deixa delegacia com o rosto coberto Imagem: Francisco Silva/AgNews

A matéria

Além de Paula, delegado analisou vídeos de outros participantes do “BBB19”

foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2019/04/17/alem-de-paula-delegado-analisou-videos-de-outros-participantes-do-bbb19.htm

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/alm-de-paula-delegado-analisou-vdeos-de-outros-participantes-do-bbb19/