«

»

ago 09

Imprimir Post

As quatro razões da Turner para fechar os canais do Esporte Interativo

Confira as principais fofocas globais, As quatro razões da Turner para fechar os canais do Esporte Interativo veja todos os detalhes aqui.


Uma entrevista de Antônio Barreto, gerente geral da Turner para o Brasil, para Samuel Possebom, do site Tela Viva, esclarece questões importantes a respeito da decisão, anunciada nesta quinta-feira (09), de fechar o canal Esporte Interativo.

Em primeiro lugar, Barreto elenca os quatro motivos que levaram à decisão: 1. Retração no mercado de TV por assinatura (houve perda de quase 2 milhões de assinantes nos últimos três anos); 2. Custo crescente dos direitos esportivos; 3. Forte retração no mercado publicitário; 4. Custo de manter os dois canais do EI no ar.

O fim dos canais vai implicar na exibição dos jogos da Champions League e do Brasileirão nos canais TNT e Space. O primeiro tem 14 milhões de assinantes e o segundo cerca de 12 milhões – muito mais que os canais do EI, disponíveis nos pacotes das grandes operadoras por preços mais altos.

Por este motivo, a Turner pretende incluir nos valores negociados do TNT e do Space o custo desse conteúdo esportivo adicional. As operadoras que não se interessarem distribuirão uma versão dos dois canais sem as janelas de esporte na programação.

A expectativa da Turner é que, além dos jogos em si, sejam exibidos programas esportivos pelo menos duas vezes por dia nos canais como forma de gerar engajamento de audiência.

A Copa do Nordeste não será exibida pelos canais da Turner. O canal licenciou os direitos de exibição na TV aberta com o SBT, que deve continuar a mostrar a competição.

O canal ainda não sabe o que fará com os direitos da série C de futebol e o campeonato de aspirantes da CBF.

Sobre a Champions no Facebook, Barreto informou ao site Tela Viva que a Turner está atuando em conjunto com a empresa de Mark Zuckerberg. Por isso, o conteúdo de Champions adquirido pelo Facebook será exibido por meio da página do Esporte Interativo na plataforma digital.

A íntegra da entrevista de Barreto ao jornalista Samuel Possebom pode ser lida aqui. O executivo e o jornalista abordam outras questões importantes, como as implicações no Brasil da fusão da AT&T com a Warner (que é dona da Turner) e a da fusão da Disney (dona da ESPN) com a Fox. Vale a leitura.


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

A matéria As quatro razões da Turner para fechar os canais do Esporte Interativo foi originalmente publicado em http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/08/09/as-4-razoes-que-levaram-a-turner-a-fechar-os-canais-do-esporte-interativo/

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/as-quatro-razoes-da-turner-para-fechar-os-canais-do-esporte-interativo/