«

»

abr 07

Imprimir Post

Fear the Walking Dead mergulha no conflito interpessoal em sua segunda temporada

Confira as principais fofocas globais, Fear the Walking Dead mergulha no conflito interpessoal em sua segunda temporada veja todos os detalhes aqui.

Apesar de ser ambientada um tempo antes e em outro estado que The Walking Dead, a derivada Fear the Walking Dead tem a ambiciosa tarefa de deixar o grupo de Rick Grimes para outra história e seguir com a sua própria. A história começa junto do apocalipse, mas caminha a passos largos – ao final do primeiro ano, já estamos em meio ao caos.

A convite da AMC, o Omelete assistiu a “Monster”, o primeiro episódio da segunda temporada. O ano, focado no barco de Victor Strand (Colman Domingo) e na sobrevivência do grupo na água, já começa mostrando que os problemas a serem enfrentados são os mesmos independente de onde você esteja: os verdadeiros monstros são os humanos.

Partindo da mesma premissa da série original, Fear mal começou a lidar com os zumbis e já os deixa de lado, partindo para o combate entre grupos de sobreviventes. Pelo rádio, ouvimos o desespero das pessoas sem proteção em meio ao apocalipse, mas Strand já está no “modo fim do mundo” e implica que não há perigo maior do que outras pessoas. Como dono do barco, fica definido que não o Abigail não seguirá ao resgate de ninguém.

“Monsters” estabelece que esse grupo de sobreviventes está numa boa situação: o Abigail é um grande iate que proporciona uma ótima estrutura para o momento que eles vivem. Com um dessalinizador, um tanque de combustível que parece ser interminável e suprimentos que podem durar dias, Abigail é o lugar ideal para estar se você se encontra no meio do mar – por isso os pretendentes a novos residentes começam a se aproximar.

O segundo ano de Fear the Walking Dead – ou pelo menos a primeira metade dele – se passará todo dentro d’água. Sendo assim, logo no capítulo de estreia, topamos com zumbis dentro do mar, ameaças que vão além das vivas. O grupo achou que deixando a terra estariam seguros longe dos mortos-vivos, mas nunca estiveram mais vulneráveis a eles – principalmente quando o risco imposto por outros sobreviventes também pesa na solidão do mar.

“Monsters” estabelece bem que ninguém está seguro, independente de onde você esteja. A diferença é que Fear, sem o material de origem que Walking Dead tem, conta também com o elenco da surpresa. Não temos um Negan para esperar, não há mortes predeterminadas… Tudo é possível. Principalmente quando piratas são seu maior inimigo. Piratas e zumbis de água. Coisas boas vêm por aí.

Fear the Walking Dead retorna com episódios inéditos em 10 de abril, às 22h, no canal AMC.

Leia mais sobre Fear the Walking Dead

A matéria Fear the Walking Dead mergulha no conflito interpessoal em sua segunda temporada foi originalmente publicado em http://omelete.uol.com.br/series-tv/artigo/fear-the-walking-dead-mergulha-no-conflito-interpessoal-em-sua-segunda-temporada/

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/fear-the-walking-dead-mergulha-no-conflito-interpessoal-em-sua-segunda-temporada/