«

»

maio 22

Imprimir Post

"Não consegui sentir raiva, tive pena", diz Ana Hickmann sobre atirador

Confira as principais fofocas globais, "Não consegui sentir raiva, tive pena", diz Ana Hickmann sobre atirador veja todos os detalhes aqui.

  • Reprodução/TV Record

Ana Hickmann contou, pela primeira vez, detalhes dos minutos de terror que passou ao ser mantida refém por um homem em um hotel de luxo, em Belo Horizonte (MG), neste sábado (21). A apresentadora, o cunhado e a assessora foram vítimas de uma tentativa de homicídio praticada por Rodrigo Augusto de Pádua, 30,  que se dizia fã de Ana Hickmann.

“É difícil de acreditar que aquela imagem, aquela cena, aqueles tiros, aconteceram. Parece cena de filme de terror. Não vou esquecer dessas imagens nunca mais”, narrou Hickmann em entrevista ao “Domingo Espetacular”, da TV Record. “A princípio, achei que fosse um roubo, um arrastão. Ele foi de uma frieza, de uma segurança, o tempo todo apontando a arma pra mim. Ele veio determinado a me matar. Olhava pra mim com um ódio. Ele deixou bem claro que, se eu não fosse dele, não seria de mais ninguém. Eu já passei por outras situações [de risco], mas foi a primeira vez que tive certeza que ia morrer”, completou.

Bastante emocionada, Hickmann afirmou ainda que o atirador estava nervoso e a xingava com palavrões, como “pir*anh*” e “vagabunda”. “Ele iria acabar com a minha família toda. Eu fui salva pelo meu cunhado e por uma pessoa lá em cima, que gosta muito de mim”, avaliou.

Ana Hickmann sofreu uma tentativa de homicídio na tarde deste sábado, em um hotel de luxo na capital mineira. O atirador abordou primeiro o cunhado de Ana Hickmann, Gustavo, no corredor, e o levou até o quarto. O suposto fã fez a apresentadora, o cunhado e sua mulher, a assessora de Ana, Giovana Oliveira, de reféns e obrigou os três a se sentarem de costas para ele.

“Não vou atirar em você agora. Eu quero que vocês sentem (…) Você é uma mentira, duvidou do amor que eu tinha por você”, gritou o atirador para Ana Hickmann, em áudio gravado pelo cabeleireiro da apresentadora, que se escondeu atrás da porta, no corredor do hotel.

Em seguida, o indivíduo começou a destratar a vítima com palavras pejorativas e de baixo calão. “Eu não vou matar ninguém. Eu sou um ser humano, cretina. Eu tenho coração. Eu te falei um milhão de vezes. Não vem com palhaçada para mim, não.”, afirmou.

O cunhado, Gustavo, levantou-se e foi em direção ao criminoso, Rodrigo, que efetuou dois disparos em direção da vítima, Ana Hickmann, informou o Boletim de Ocorrência. Dois tiros atingiram Giovana.

Segundo o boletim de ocorrência, “as vítimas saíram correndo do apartamento, e Gustavo entrou em luta corporal, conseguindo desarmar o agressor”.

Ana Hickmann prestou depoimento no 22º Batalhão da Polícia Militar, em Belo Horizonte, e deixou o local bastante abalada já no começo da madrugada deste domingo. Já Giovana foi levada para o hospital, passou por um procedimento cirúrgico, e não corre risco de morte.

Ana contou que, após o seu depoimento na delegacia, tentou sentir raiva do atirador. “Mas não consegui, senti pena; Onde ele estiver agora que busque serenidade e consolo”, desejou.

A matéria "Não consegui sentir raiva, tive pena", diz Ana Hickmann sobre atirador foi originalmente publicado em http://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2016/05/22/nao-vou-esquecer-dessas-imagens-nunca-mais-diz-ana-hickmann-sobre-ataque.htm

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/nao-consegui-sentir-raiva-tive-pena-diz-ana-hickmann-sobre-atirador/