«

»

maio 30

Imprimir Post

Parem de me mandar coisas, pede influenciadora que inspirou Paolla Oliveira

Confira as principais fofocas globais, Parem de me mandar coisas, pede influenciadora que inspirou Paolla Oliveira veja todos os detalhes aqui.

Para interpretar a influenciadora Vivi Guedes em “A Dona do Pedaço”, Paolla Oliveira contou com a consultoria de uma das mais experientes blogueiras de moda do Brasil. Camila Coutinho, de 31 anos, começou com seu blog Garotas Estúpidas em 2006, quatro anos antes da invenção do Instagram.

“Ela está fazendo laboratório comigo. Paolla é curiosa com o universo das blogueiras. É demais. Influenciadoras já foram retratadas no cinema, TV, mas de maneira superficial. A Paolla se preocupa com o backstage [ao questionar] ‘o que fez essa menina ser especial?’, ‘qual trabalho de uma influenciadora?’ Isso é incrível para a gente, para a classe”, contou Camila, que tem 2,4 milhões de seguidores no Instagram em seu perfil e 1,2 milhão no do blog, bem menos que os 17,2 milhões de Paolla.

Camila conversou com o UOL durante a gravação de sua participação como ela mesma na novela. A influenciadora pernambucana contou que a música “Stupid Girls”, da cantora americana Pink, foi a inspiração para o nome do blog, que começou com críticas bem humoradas sobre o universo das celebridades internacionais.

“A música ironizava Paris Hilton e Britney Spears. Eu falava de celebridades mundiais, não falava sobre mim, no início. Por feeling, comecei a postar coisas minhas em primeira pessoa e fiquei espantada porque dava mais audiência que a Britney. Eu, uma menina de Recife. Aí percebi o interesse em mim e comecei a aumentar isso. As marcas me procuravam, aí começou um mercado de influenciadoras que é hoje.”

Hoje, Camila tem em seu perfil posts das mais variadas grifes, nacionais e internacionais, de roupas, joias, acessórios, cosméticos até viagens e companhias aéreas. As semanas de moda pelo mundo também têm a pernambucana sentada nas primeiras fileiras. Os presentes que recebe extrapolam todos os limites e a fizeram refletir.

“Ganho mais [coisas que compro]. Inclusive acho que tenho ganhado demais, não só eu, o mundo de influenciadores. Os recebidos têm que ser mais cirúrgicos no sentido das marcas escolherem o que estão mandando e para quem. Não vou dizer a marca, mas não me mandem coisas sem me falar. É um gasto de tempo, dinheiro, energia de todos os sentidos, é antiecológico. Tem que me falar: ‘Quer isso, de que cor?’. Manda certeiro.”

A blogueira conta que o volume de “recebidos” se tornou um problema. “Tento agradecer, falar o máximo que posso de coisas que eu gosto, mas é humanamente impossível usar tudo. Minhas irmãs ficam muito felizes”, contou Camila, que distribui os presentes.

Dos cuidados que toma com seu público, Camila tenta conscientizar seus seguidores sobre consumo. “Tenho consciência que falo para várias idades e classes sociais. Nem sempre consumi coisas caras. A principal mensagem que passo é: informação é mais importante que o dinheiro na hora de se vestir. E informação é de graça.”

Camila é formada em design de moda, define seu estilo como básico e afirma que sabe lidar com o dinheiro de forma segura.

“Sou muito básica, simples. Me arrumo quando tem evento. Amo tênis, jeans e camiseta e vivo de roupa de academia também. Meu dia a dia é comum. Quem olha de fora pode achar que compro muito. Me mudei para São Paulo e não tenho carro, não sinto que preciso. Sou muito feliz que tenho meu dinheiro, comecei jovem, sou segura.”

A matéria Parem de me mandar coisas, pede influenciadora que inspirou Paolla Oliveira foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2019/05/30/paolla-oliveira-camila-coutinho.htm

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/parem-de-me-mandar-coisas-pede-influenciadora-que-inspirou-paolla-oliveira/