«

»

set 25

Imprimir Post

Segundo Sol: "Não tem preto em lugar de rico nem aqui em Salvador"

Confira as principais fofocas globais, Segundo Sol: "Não tem preto em lugar de rico nem aqui em Salvador" veja todos os detalhes aqui.


“Segundo Sol” estreou em maio sob protestos por encenar uma história ambientada em Salvador, uma cidade com população em sua maioria negra ou parda, tendo um elenco majoritariamente branco. Na ocasião, a Globo reconheceu uma “representatividade menor do que gostaríamos”, mas defendeu as escolhas do autor da novela, João Emanuel Carneiro, dizendo que “não pauta as escalações de suas obras por cor de pele, mas pela adequação ao perfil do personagem, talento e disponibilidade do elenco”.

Quatro meses e uma centena de capítulos depois, a discussão sobre diversidade racial foi tratada pelo próprio autor em uma cena pesada. Em meio a uma refeição na mansão da família Athayde, Rochele (Giovanna Lancelotti) expôs um misto de racismo com pragmatismo ao discutir com Roberval (Fabrício Boliveira). Manoela (Luisa Arraes), Edgar (Caco Ciocler) e Karen (Maria Luisa Mendonça) também participaram.


Rochelle: Então, a gente finge que acredita que um homem como você chegou onde chegou sem nenhuma maracutaia.
Roberval: O que você tá querendo dizer com um homem como eu?
Manoela: Tá sendo racista, não é, Rochelle?
Roberval: Seja clara! Porque eu sou negro? Filho da empregada?
Rochelle: É, ué! Óbvio! Ah, Roberval, para, né? Vai ficar com hipocrisia agora, aqui? Vamos falar de realidade? Falar de verdade? Eu nasci em Salvador, que é o berço da negritude no Brasil, certo? Você sabe quantas crianças pretas tinham na minha escola? Nenhuma. Sabe por quê? Porque era uma escola de rico. E não tem preto em lugar de rico nem aqui em Salvador.
Karen: Chega, Rochelle.
Roberval: Chega, Rochelle. Eu estou cansado deste seu privilégio, deste seu mimimi. Saia da mesa agora!
Rochelle: Tá cansado? Problema é seu! Tô dentro da minha casa. A boca é minha e eu falo o que eu quiser.
Roberval: Pois eu vou te mostrar o poder que um negro pode ter. Levante dessa mesa e saia da minha casa agora.
Edgar: Você não precisa expulsar Rochelle de casa pra lhe dar uma lição.
Roberval: Você alguma vez já deu educação para a sua filha, Edgar? Não. Rochelle, vai embora dessa casa, agora.
Rochelle: Vocês são um bando de covardes, é isso que vocês são. Meu pai e minha mãe não abriram a boca enquanto esse preto me expulsava da casa onde nasci. Esse preto não vai me expulsar da casa onde nasci!
Karen: Eu tenho vergonha de você.

Veja também
Com ação contra a Globo, MP busca enfrentar o “racismo estrutural” no país
Elenco questiona falta de negros em “Segundo Sol” e Globo promete “evoluir”

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

A matéria Segundo Sol: "Não tem preto em lugar de rico nem aqui em Salvador" foi originalmente publicado em http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/25/segundo-sol-nao-tem-preto-em-lugar-de-rico-nem-aqui-em-salvador/

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/segundo-sol-nao-tem-preto-em-lugar-de-rico-nem-aqui-em-salvador/