«

»

set 03

Imprimir Post

TV aberta passa "vergonha" em cobertura do incêndio do Museu Nacional

Confira as principais fofocas globais, TV aberta passa "vergonha" em cobertura do incêndio do Museu Nacional veja todos os detalhes aqui.

Mais uma vez a TV aberta mostra que sua vocação definitivamente não é jornalismo e nada que seja em tempo real.

Nesse setor essa mídia já foi devorada amplamente pela internet e por uma parte menor da TV paga.

Eram 19h30 quando começaram a pipocar nas redes sociais –especialmente twitter– as primeiras imagens do incêndio que destruiu o Museu Nacional do Rio e o maior acervo de história do Brasil (cerca de 20 milhões de itens).

Das abertas, a  Globo foi a primeira a mostrar um rápido “plantão” ainda durante o “Domingão do Faustão”.

Quando começou o “Fantástico” houve um princípio de caos, com vários erros técnicos.

Parecia claramente que a produção não estava preparada para nada em tempo real.

O SBT, segundo a coluna apurou, tinha desde às 20h30 duas equipes completas com link no local da tragédia.

Mas, pasmem, elas não têm permissão do dono (Silvio Santos)  para interromper a programação. Muito menos o programa dele.

As equipes do SBT estão coletando informações e entrevistando pessoas, mas tudo isso só poderá ser usado depois das 2h.

A Record deu um “miniboletim” de cerca de 40 segundos.

Porém, enquanto o incêndio devorava a história do país, o “Domingo Espetacular” estava mais preocupado em mostrar bichinhos fofos ou falar da própria novela “Jesus”.

E isso porque a emissora se gaba de ter helicóptero.

A RecordNews, coitada, há anos nem sequer mais faz jus a esse nome.

Nem tem equipe, muito menos plantão. Só uma programação estática. Como um programa sobre a Flórida, por exemplo.

A Band, nesse quesito, só não passa mais vergonha porque sua “congênere” Bandnews ainda se mexeu e trouxe imagens e informações.

Mais uma vez, como vem ocorrendo ao menos desde o 11 de Setembro, a GloboNews mostrou que, de todas as TVs abertas e fechadas do país, ainda é a mais confiável para quem  procura jornalismo e agilidade ao mesmo tempo.

A GloboNews ouviu especialistas, o diretor do Museu Nacional, museólogos, autoridades, bombeiros, apurou informações antes de todas as demais.

De fato, foi a única a ter respeito pela (triste) história do país.

A matéria TV aberta passa "vergonha" em cobertura do incêndio do Museu Nacional foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2018/09/02/tv-aberta-passa-vergonha-em-cobertura-do-incendio-do-museu-nacional.htm

Link permanente para este artigo: http://hidracthair.com/produtos/tv-aberta-passa-vergonha-em-cobertura-do-incendio-do-museu-nacional/